31/12/2014

E viva o novo!

Já pra lá vão alguns anos que por aqui não venho...

Andei ocupado e com afazeres que me tomavam o tempo que tinha disponível. Nasceu minha piquena e foi necessário olhar pra cá em vez de lá. Senti que também era hora, de parar um pouco,  para descansar e, repensar o propósito deste blog.

Volto com a convicção de que esta lavoura é singular e pessoal. Por estas linhas farei meus sulcos na terra das minhas lembranças para avivar meu respeito e saudases por minha terra e suas gentes.

Forte abraço.

Feliz 2015!

01/12/2014

Dia de fazer o folar

Folar feito no forno da Amélia há alguns anos Ó Tia Maria, se ainda não o fez já é hora. Falta pouco para a páscoa e a esta altura, a fila nos fornos da aldeia já deve estar grande! Tem outras mais ligeiras que chegaram primeiro. Afinal quem de trás anda diante se queixa. - É ou não é tia Maria? Mas sempre tem lugar e cabe mais um .
Pegue logo as giestas e escovas secas para esquentar o forno, podem ser galhos de oliveira que também sevem bem pra isso, se a senhora limpou as suas deve ter alguma lenha.
O fogo da lenha para preparar o folar, no forno da AméliaBote também na lista, tudo o que tem que levar para o forno: mantas, lençóis de linho para levedar a massa, farinha de trigo, ovos, azeite, salpicões, lingüiças, presunto. Diga-me se esqueci de alguma coisa? Hoje é dia de por as mãos na massa e fazer o folar. Páscoa sem ele em Castelo Branco não tem vez.
Se não tiver mais lugar, não fique parada, vá lá falar com a Amélia ou a Guilhermina que as duas têm forno e vão gostar de poder dar uma força. E se já esqueceu a receita, peça que elas sabem como se faz um ótimo folar. A receita delas é das boas.
O folar pelas nossas terras é o pão da Pascoa, um alimento ancestral, que combina com maestria o ritual cristão com a alquímica da água , azeite, sal, ovos e farinha de trigo. Representa a saída da quaresma, do jejum e abstinência que o rito católico prescreve.
A tradição do folar tem como base um ritual de partilha, solidariedade e confraternização, bem enraizado na gastronomia popular que se perde no tempo e profundamente carregado de significado simbólico e religioso. Existe neste ato uma ligação muito forte entre o folar e o pão que Jesus repartiu com os discípulos na última ceia e a celebraçlão do renascimento e Ressurreição do dia de Páscoa. Na segunda feira de Pascoa o Padre visita as casas para tirar o folar. A benção das casas, o pagamento do dizimo, podem ser considerados um verdadeiro elo de união entre o Terreno e o Divino pela carga simbólica que representam.
É também a oferenda aos afilhados pelos padrinhos. Não vão esquecer dos seus.
Na nossa terra o dia da Páscoa e da visita pascal são dias de muita alegria e festa que não se esquecem jamais.
Falando em não esquecer. Avisem a malta nova que é tradição tocar o sino de meia noite de sábado aleluia. Vai que já se esqueceram... O padre não liga!
Quero deixar um forte abraço á minha madrinha Dometilia e meu padrinho Luiz.    Uma feliz Pascoa para todos!!!

01/11/2014

Luz do dia


Luz do dia a nascer. A geada ainda branca nas cortinhas, brilha com os raios de sol ralampejando no ar fagulhas de aurora.

Perfume de insenso no ar das giestas acesas no lume das lareiras .

Nasce o dia..

 

Ditados antigos mas sempre atuais.

Participação especial: Ricardo Pereira

'Quando a besta é reles quem lhe vale são os arreios`
'Raposa vestida de chita raposa é, raposa fica´
DITADOS SOBRE VINHO E VINHA:
'À mulher e à vinha o homem dá alegria.'
'Antes de casar, arranja casa para mo¬rar, terras para lavrar e vinhas para podar.'
'Ao pé da silveira padece a videira.'
'A quem tem mulher formosa, castelo na fronteira e vinha na carreira, nunca lhe fal¬ta canseira.'
'A seu tempo vêm as uvas e as maçãs maduras.'
'Com o tempo maduram as uvas.'
'De boa cepa a vinha e de boa mãe a fïlha.'
'Muita parra, pouca uva.'
'Mais guarda a vinha o medo que o vinhateiro.'
'Dia de S. Tiago [25 de Julho] vai à vinha e acharás bago.'
'Em Fevereiro chuva, em Agosto uva.'
'Em dia de S. Lourenço [10 de Agosto] vai à vinha e enche o lenço.'
'Nem mulher casada, nem vinha vindimada.'
'Uvas, pão e queijo sabem a beijo!'
'Quando a raposa se zanga com a vinha, muitas uvas se poupam.'
'Poda tardio, semeia temporão, terás vinho e pão.'
'Podar em Março, é ser madraço! '
'Oliveira do meu avô, figueira a de meu pai, vinha a que eu puser.'
'No S. Tiago [25 de Julho] pinta o bago.'
'No S. Mateus [21 de Setembro] vindimam os sisudos e semeiam os sandeus.'
'Nem por casa nem por vinha cases com mulher mesquinha (parida)'
'Com pão e vinho anda-se caminho.'
'Agosto madura, Setembro vindima.'
'Ainda que entres na vinha e voltes o gibão, se não trabalhares, não te darão pão.'
'Chuva no S. João talha o vinho e não dá pão.'
'Chuva de S. João tira o vinho e o azeite e não dá pão.'
'Carne que baste, vinho que farte e pão que sobre.'
'Cada cuba cheira ao vinho que tem.'
'Bom vinho, má cabeça!'
'Bebe vinho, mas não bebas o siso!'
'Azeite, vinho e amigo, o mais antigo.'
'Ao que vai à adega, por vez se lhe conta, beba ou não beba!'
'Ao menino e ao borracho, põe-lhes Deus a mão por baixo!'
'Ao bom comer ou ao mau comer, três ve¬zes beber!'
'Amor de rameira e vinho de frasco, pela manhã é bom, e à noite gasto.'
'A mulher, o estudo, a experiência e o vinho mudam a natureza do homem.'
'A mulher e o vinho tiram o homem de seu juízo!'
'Afoga-se mais gente em vinho do que em água.'
'Mais vale pão e água com amor que vi¬nho bom e galinha com dor.'
'Maio frio, Junho quente, bom pão, vinho valente.'
'Homem atrevido, odre de bom vinho e vaso de vidro duram pouco.'
'Em Agosto sardinha e mosto.'
'Foge [livra-te] do mau vizinho e do excesso de vinho.'
'Do vinho e da mulher, livre-se o homem se puder.'
'Conselho de vinho é falso caminho.'
'De bom vinho bom vinagre.'
'Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.'
'Pão que veja, vinho que salte, queijo que chore.'
'Pão, carne e vinho andam caminho que não moço garrido.'
'Ovo de uma hora, pão de um dia, vinho de um ano, mulher de vinte, amigo de trinta e deitarás boa conta.'
'O tonel nunca perde o cheiro a vinho. Ouro velho, vinho velho, amigo velho; casa nova, navio novo, vestido novo.'
'O pródigo e o bebedor de vinho nunca têm casa nem moinho.'
'Mel novo, vinho velho.'
'O tonel não pode dar senão do vinho que tem.'
'0 pão pela cor, o vinho pelo sabor.'
'Onde todos pagam não é o vinho caro.'
'Onde entre o beber sai o saber.'
'Neste mundo mesquinho quando há para pão não há para vinho.'
'No dia de S. Martinho mata o porco e prova o teu vinho.'
'No S. Martinho fura o teu pipinho.'
'Pão com olhos, queijo sem olhos e vinho que salte aos olhos.'
'Ninguém se embebeda com o vinho da sua adega.'
'Numa porta se põe o ramo e noutra se vende o vinho.'
'Nada escapa aos homens senão o vinho que as mulheres bebem.'
'Por cima de pêras vinho bebas e tanto que nadem as pêras.'
'Valentes e vinho bom duram pouco.'
' Vinho de Março nem vai ao cabaço.'
'Sobre figos água; sobre pêras vinho.'
'Se queres o velho menino, em cima de doce dá-lhe vinho.'
'Se queres ser bem disposto, bebe vinho, nanja mosto.'
'Se bêbado te vires sentir, foge à companhia e vai dormir.'
'Sábados a chover e bêbados a beber, nunca ninguém os pode vencer.'
'Quem vive na taberna, morre no hospital.'
'Quem tem bom vinho tem bom amigo.'
'Quem se lava com vinho torna-se menino.'
'Porco fresco e vinho novo, cristão morto.'
'Quem compra pão na praça e vinho na taberna, filhos alheios governa.'
'Quando o vinho desce, as palavras sobem.'
'Por S. Simão e S. Judas [28 de Outubro] colhidas são as uvas.'
'Por S. Lucas [12 de Outubro] mata teus porcos e tapa tuas cubas.'
'Por cima de melão, vinho de tostão.'
'Por S. Lucas sabem as uvas.'
'Vinho do meio, mel do fundo, azeite de riba.'
'Vinho turvo, madeira verde e pão quente são três inimigos da gente.'
'Vinho sobre melancia faz pneumonia. '
'Vinho que nasce em Maio é para o Gaio; o que nasce em Abril vai ao funil; o que nasce em Março fica no regaço.'
'Vinho, mulheres e tabaco põem o homem fraco.'
'Vinho e medo descobrem segredo. '

Artigos interessantes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...