Localização



Castelo Branco é uma freguesia, trasmontana, do concelho de Mogadouro, distrito de Brangança, com 54,57 km² de área e 540 habitantes (2001). Fica situada a sudoeste da sede do concelho a 12 Km de distancia com acesso pela EN 221, composta por duas aldeias anexas: Quinta das Quebradas e Estevais.

Uma aldeia de antigas e nobres tradições, com importante passado histórico-social. Várias narrativas relatam a sua existência desde a Idade Média, acentuando-se textos e algumas passagens na intervenção de D. Dinis em 1319. Mas as suas origens distam no tempo e são anteriores ao registros e periodo citado.

Da origem do nome da aldeia pouco se sabe, a tradição popular apresenta algumas versões diferentes, e como toda a tradição popular carece de fundamentos que permitam uma conclusão certa. A tempo incluirei as versões que a tradição narra sobre aorigem do nome.

A aldeia atualmente fica situada em local distante do da sua fundação original. Narram os historiadores, que Castelo Branco nasceu junto à capela de Nossa Senhora da Vila Velha. A capela está localizada a um quilômetro e meio a noroeste da aldeia, no "Cabeço dos Mouros", ou “Preijal”, como chamam os antigos. Neste cabeço temos presentes e visíveis até nossos dias, vestígios de um castro com alguns indícios de ser romanizado a julgar pelo espólio encontrado, moedas e várias antiguidades. Junto à capela há ainda restos da antiga habitação dos antigos moradores, mas nunca foram levadas a cabo pesquisas que pudessem fundamentar qualquer teoria.

O motivo de o povoado ter mudado para a localização atual perdeu-se no tempo. A crença popular alega que o motivo da saída deste sitio ocorreu por ser um local insalubre, motivo que obrigou a deslocar o povoado para nova localização. Ao observar a evolução da civilização e, os períodos de paz que surgiram com a cristianização da península depois da reconquista crista, que proporcionaram a fixação da agricultura como principal atividade, e o crescimento populacional, temos uma explicação mais concreta dos motivos que fizeram com que os moradores abandonassem naturalmente a localização anterior no castro e fixassem moradia em local de melhor localização geográfica nas terras onde hoje fica a aldeia. Deixou de ser necessária a vida no vilarejo e o castro perdera o sentido e a funcionalidade que justificava sua existência. Notamos que o mesmo ocorreu nas várias aldeias e cidades que tiveram sua origem neste período da evolução humana. A população destes lugares deslocou-se para outros melhor situados quando deixou de existir a necessidade de se defender das constantes ameaças de invasões de povos ou tribos. Sabemos também que olhando no tempo, tentamos alcançar nestas linhas um período de mais de 2.500 anos e que neste correr dos anos a civilização humana passou por grandes etapas da evolução.

Sobre a capela temos vários registros que nos permitem identificar que ela é o que restou de Santuário de certo renome que responsável pela cristianização do povoado das minas do castro luso-romano existentes na região. Foi Comenda dos Templários, passando em 1311, a Comenda da Ordem de Cristo. A capela foi descrita nas Visitações da Ordem de Cristo (feitas de 1507 a 1510), chamada de igreja de Nossa Senhora da Vila Velha. "A igreja que os visitadores viram está hoje afastada da povoação, num cabeço chamado Vila Velha. Mantém os três portais manuelinos, muito simples e uma inscrição evocativa de uma reforma em 1501. Pertenceu ao termo de Santa Maria de Castelo Branco, então uma notável e desenvolvida comenda hospitalaria, da ordem dos templários da qual restaram apenas as marcas em uma das esquinas da capela. Foi mencionada em carta de foral e concedida por D. Manuel a Bemposta em 1512.

As peregrinações dos povos da região para ouvir missa nessa capela foram responsáveis pela fixação de gentes e bens na povoação de Castelo Branco. Segundo a lenda, os povos de Alfândega da Fé, localizada a vinte e cinco quilômetros distantes, vinham ouvir missa à Capela da N. Sra. da Vila Velha e, como a viagem era longa descansavam e comiam as merendas num ameno vale onde depois alguns devotos estabeleceram residência, dando assim origem à actual povoação de Valverde (Mogadouro).

Alem deste fatos nossas gentes associaram histórias populares sobre este lugar com paixão e carinho e são várias as lendas de "mouras encantadas". Castelo Branco de fato nasceu aqui, e a Vila Velha passou a ser citada com este nome para remeter á origem anterior.

Forte abraço albicastrense

Luis Pardal















Artigos interessantes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...