09/03/2013

Ribeira



No fim do povo, à entrada da aldeia, corre a ribeira.
A mesma, sempre, de passagem.
Como as gentes, como o tempo.
Passageiros...

Cada geração de um novo jeito
Repete e esgota
De uma estação a outra sua existência
Primavera, verão, outono e inverno.
Fim e recomeço

Eterna é a vida.


Artigos interessantes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...