25/05/2011

Nas pombinhas

Autor: Luis Pardal

Aqui a primavera chega com o murmúrio do vento que desce das fragas e corre, pela ribeira, ao sabor da margem. Por estes lados o tempo passa em ritmo próprio, com passos certos e sem pressa…A cada ano a vida renasce prenha das sementes que rasgam o ventre das terras que o inverno em vão congelou.

A ribeira é a única que teima em passar sem se deter, sem nunca parar. Mas ela é certa e constante no eterno fluir da troca de estações. Para nós, simples mortais, passageiros. Viver o presente é a melhor maneira de ser eterno em cada momento. Um saber que leva tempo mas devolve felicidade.

Um aviso para quem quiser passear pelas pombinhas! Precisa estar preparado para acertar o coração com o relógio deste paraíso e deixar encher o peito e os olhos com a beleza que jorra por todos os lados, e sentir, saborear o ar, e a natureza. Sem dúvida, isto é um grande privilégio que vale a pena!

Um forte abraço para a Guilhermina e o Ernesto. Um muito obrigado ao Alberto Paulo pelas fotos. A todos um convite para visitarem este lugar encantador.

IMG_4272

IMG_4278 IMG_4273

IMG_4290

IMG_4293

Artigos interessantes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...