01/10/2011

MARIA

Autor: António José Salgado Rodrigues

 

De manhã, ao acordar

Olhei a ver se te via.

Julguei que fosse a sonhar

Pois não te vi a meu lado… MARIA.

 

Levantei-me, dormitando

Não era bem o que queria,

Caminhei, fui andando

Julgando que te encontrava…MARIA.

 

Abri a porta devagarinho

Vagueei… nada me sorria.

Saí do quarto, e com carinho

Agarrei a tua imagem…MARIA.

 

Ao descer as escadas, triste ilusão.

Reparei que teu olhar sorria.

Estremeci… bateu-me o coração,

Estava mesmo a sonhar… MARIA.

 

Triste sonho , sonho triste

Tão triste quem o diria!

Ninguém à tristeza resiste

Como posso viver sem ti… MARIA.

 

António José Salgado Rodrigues – 1986

Artigos interessantes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...