06/04/2011

Homenagem ao Dr. Casimiro Machado.

Autor: Manuel A. Carlos

O concelho de Mogadouro viu nascer e continuará a ver certamente… bons transmontanos; alguns tiveram responsabilidade acrescida em vários sectores da sociedade, falo de membros da Igreja, médicos cirurgiões, juristas, presidentes de edilidade bem como oficiais militares.

(clique para aumentar)

De todos os Albicastrenses… eis uma simples homenagem ao Dr. Casimiro Machado.

Fosse eu natural da Antuérpia… do antigo Saigão ou de qualquer outra parte do mundo, os artigos tópicos/resumos sobre S. M. de C. B. teriam o mesmo cunho e a mesma chancela, bem como a absoluta interpretação isenta de partidarismos, à excepção do seguinte: nesse objectivo referido faço-o, sem dúvida, com mais carinho, pois trata-se da minha aldeia. Mas é só carinho.

De resto, é a leitura que faço da história da nossa terra mas, não sou o único, alguns ilustres historiadores naturais da nossa diocese, comungam da minha interpretação com mais ou menos frontalidade. Em nenhum momento é minha intenção dizer mal de quem quer que seja gratuitamente. Trata-se, grosso modo, de opiniões que são obviamente criticáveis mas respeitáveis e, deste modo, podermos caminhar num objectivo comum que é o de decifrar retalhos das nossas raízes.

Nos próximos artigos veremos como um Reitor de Mogadouro (via comenda de S. M. de Castelo Branco) contribui, em moeda, para a fundação da Universidade de Coimbra (+/- em 1280), mais tarde, o Comendador de Santa Maria de Castelo Branco entregava 6 500 réis para a formação da diocese de Miranda do Douro e do respectivo Cabido, para a formação de seminaristas e provavelmente para bem mais outras beneficências se mais documentos dessem à luz.

São muitas as informações, algumas já estudadas, das várias contribuições que esta terra doou para vários fins.

Em 1796 os rendimentos da referida comenda estavam registados no montante de 6 400 000 réis. Só para vos dar uma ideia… a construção do Retábulo da nossa Igreja Matriz, custou +/- 100 000 réis (estamos a falar do trabalho completo dos artesões e mestres: talhar, esculpir e dourar).

O concelho de Mogadouro viu nascer e continuará a ver certamente… bons transmontanos; alguns tiveram responsabilidade acrescida em vários sectores da sociedade, falo de membros da Igreja, médicos cirurgiões, juristas, presidentes de edilidade bem como oficiais militares.

Na posse de um documento original, escrito pela mão do Dr. Casimiro Machado, senti a obrigação moral de o partilhar convosco e desta forma fazermos uma simples homenagem a tão ilustre mogadourense e como poderão verificar pelo documento, um republicano convicto e exemplo de cidadão activo na causa da sua convicção.

Nota: Caso os familiares, justificadamente, pretendam o original do documento para juntar ao espólio memorial do Dr. Casimiro Machado contem cá com o rapaz.

Vale de Cambra, 4 de Abril de 2011.

Manuel A. Carlos

Artigos interessantes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...